Triumph Bonneville T120

Foi em 1883 que Siegfried Bettmann, um alemão, se mudou para o Reino Unido onde, em 1887, criaria a marca de bicicletas Triumph.

Em 1895 começou o seu interesse pela produção de motociclos, mas não avançou devido à legislação inglesa…

Em 1902, depois da legislação ter sido alterada, Siegfried Bettmann lançou a primeira motocicleta da marca que viria a liderar o mundo das duas rodas motorizadas durante décadas.

No seguimento do desenvolvimento do motor bicilíndrico paralelo, lançado pela primeira vez em 1933 na Triumph 6/1, moto que foi um fracasso comercial total, seguido do sucesso da Triumph Speed Twin, lançada em 1937, e da Triumph TR6 Trophy, surgiu, em 1959, a Triumph Bonneville T120, a moto que marcaria o mercado motociclístico mundial de forma inigualável!

Em 1983 John Bloor comprou a marca e fundou a Triumph Motorcycles Ltd, companhia que continua o legado da marca Triumph nos nossos dias.

Finalmente, em 2001, foi lançada a terceira série da Triumph Bonneville.

Completam-se, este ano, 120 anos sobre o início da produção de motociclos pela Triumph. Este foi, também, o ano em que eu concretizei o sonho de ter a minha Triumph Bonneville, a minha Bonnie T120 1200! Provavelmente a melhor Bonneville de sempre!

Teste superado com distinção!

Apesar de ter lido alguns comentários muito positivos sobre estes dois artigos, não há nada como sermos nós próprios a fazer a sua avaliação, “ao vivo e a cores”, sob as condições mais difíceis, as do dia-a-dia, para vermos se a sua qualidade está à altura do que as marcas defendem.

Pois bem, ontem foram efectuados 100 kms de teste a estes dois itens, com a estrada molhada, suja e, em alguns sítios, com lama e debaixo de chuva.

Os pneus Heidenau K66 Wintex não se podiam ter portado melhor, mantendo a sua trajectória sem qualquer desvio ou hesitação, revelando uma aderência exemplar neste piso difícil e transmitindo uma sensação de segurança, curva a seguir a curva, que outros não conseguiram fazer com a estrada seca. Sem qualquer dúvida, a qualidade alemã sente-se!

Quanto às protecções para as mãos, foi outro teste superado com distinção. Mãos absolutamente secas e quentinhas, apesar da chuva e de algum frio que se fazia sentir.

Sendo dois componentes fundamentais para a condução em segurança de qualquer motociclo, não será necessário enfatizar quão importantes são uns pneus de qualidade, que confiram segurança à condução em condições em que o piso se apresenta mais difícil, tal como as protecções para as mãos que permitem que estas se mantenham em condições de comandarem o veículo a 100%, apesar do frio ou da chuva, que facilmente podem fazer com que as mãos percam a sua sensibilidade.

Tenho companheiros para os próximos Invernos! Boas curvas!

 

Yamaha X-MAX!

 

Yamaha XMAX 125 Business Edition
Yamaha X-MAX 125 Business Edition

Completam-se, hoje, 3 anos de boas curvas ao longo de mais de 18.000 kms, neste bela máquina. E posso-vos garantir que as curvas são mesmo boas! Quanto ao consumo, podem ver a média real na lateral desta página, 2.7 litros aos 100 kms. Está lá tudo, preto no branco!

A maior curiosidade é que a nossa filhota Daniela deu, hoje, a sua primeira volta aos comandos da nossa máquina, já com a respectiva carta de condução!!! O tempo passa mesmo!

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑