Sobre as dicotomias deste mundo perverso:

“Não sou de esquerda, nem de direita. Muito pelo contrário.” Dizia ele aos colegas, nos anos 1990, numa escola qualquer, no interior do Mato Grosso do Sul, Brasil. Quem ouvia tomava aquilo como mais uma prova da falta de juízo…

Não podia estar mais de acordo!

João Pinheiro @joaopinheiro